Pretende vender produtos ou serviços na Internet?
Neste artigo iremos explicar o que é um Marketplace e como poderá aumentar vendas através destes canais em Portugal.

Já todos sabemos que compras pela internet são cada vez mais frequentes.
Serão, previsivelmente, o futuro do retalho e o motor para a evolução de estratégias digitais das empresas.
Neste artigo iremos explorar o universo de E-commerce em Portugal e aprender como vender no Marketplace!

O que iremos abordar neste artigo:

Estatísticas sobre a utilização de internet em Portugal e a sua economia digital

Segundo o estudo da ACEPI “Estudo da Economia Digital em Portugal” (produzido por ACEPI/IDC) em 2009 48% da população portuguesa utilizava a internet.
Em 2017 a percentagem subiu para 73%. A previsão para 2025 é de 91%!

estatisticas digitais em Portugal

Estudo de Hootsuite sobre estatísticas digitais em Portugal

Para nos assegurarmos que o investimento no digital é de extrema relevância, em 2017, 36% da população portuguesa indicou que compra online. A previsão para 2025 é de 59%!

Saiba, pelo mesmo estudo, quais os produtos e serviços mais comprados online pelos portugueses:

Produtos mais comprados online pelos portugueses em 2016 – TOP 5

  • Vestuário e acessórios de moda: 49,6%
  • Equipamentos móveis e acessórios: 47,8%
  • Equipamento informático: 35,1%
  • Livros (entregues em forma física): 30,6%
  • Artigos para o lar: 28,1%

Serviços mais comprados online pelos portugueses em 2016 – TOP 5

  • Jogos digitais: 18,4%
  • Mobile apps: 15,2%
  • Software: 13,5%
  • Música digital: 11,6%
  • Livros digitais: 9,8%

Outro estudo – E-Commerce Report CTT 2018 – revela que em Portugal o e-commerce em 2017 cresceu 12,5% alcançando 4.145 milhões de euros.

4 em cada 10 portugueses já faz compras online.

As suas motivações:

  • Preços baixos
  • Facilidade de compra
  • Promoções
  • Conveniência
  • Variedade

Meios utilizados habitualmente para efetuar a pesquisa de produtos:

  • Site de marca
  • Lojas físicas da marca
  • Motores de busca
  • Comparadores de preços
  • Redes sociais
  • Testes comparativos de produtos online
  • E Marketplaces

Por fim, em forma de alerta, deixamos-lhe as razões para o abandono na fase de pesquisa:

  • Preço elevado
  • Informações insuficientes/Pouco clara quanto ao produto
  • Pouca confiança no vendedor
  • Informação insuficiente/Pouco clara quanto aos custos finais da compra
  • Desconfiança quanto ao serviço de entrega
  • Informação insuficiente/Pouco clara quanto às devoluções

Fornecer informações de qualidade – descrições de produtos, fotos, reviews, custos etc. – é muito importante para qualquer negócio!

O que é Marketplace?

Um Marketplace é, resumidamente, um shopping online, ou seja, um portal digital de compra e venda de produtos/serviços concentrando num só lugar diferentes marcas e produtos, e possibilitando, a comparação de preços de forma muito facilitada para os consumidores.

Marketplace é o mesmo que uma loja E-commerce? Não.

A principal diferença é que quando entra numa loja online de uma determinada marca tem acesso apenas aos produtos dessa marca. Num Marketplace irá encontrar artigos de vários vendedores.

Vantagens de um Marketplace

  • Aumento de vendas
  • Tráfego qualificado
  • Baixo custo de investimento
  • Desempenho e otimização de SEO off page (no caso de ter um site próprio a presença da marca em Marketplaces irá influenciar positivamente o posicionamento da sua loja nos motores de busca, como por exemplo Google)
  • Visibilidade e expansão de negócio da sua marca
  • Não exige conhecimentos técnicos
  • Delegar responsabilidades aos Marketplaces, como por exemplo, segurança da plataforma e estrutura tecnológica

Desvantagens de um Marketplace

  • Comissões sobre a venda de produtos ou CPC (custo por cliques)
  • Dependência em uma plataforma externa (imagine que grande parte das suas vendas são provenientes de um Marketplace, e que este, encerra ou simplesmente altera o modelo de negócio…)
  • Risco de afetar a sua identidade e personalidade da marca (não terá qualquer domínio sobre a plataforma externa)
  • Reviews negativas ganham, tendencialmente, maior visibilidade

Estes canais têm ganho relevância e popularidade não só em Portugal como no resto do mundo. Cada vez se pesquisa mais por Marketplace na Internet.

Em Portugal

A nível mundial

Loja E-commerce ou Marketplace: o que devo escolher?

Analisadas as vantagens e desvantagens de Marketplaces percebemos que não existe uma resposta clara. A primeira resposta que podemos dar é: depende. A segunda é: estude primeiramente o seu público-alvo.

Loja E-commerce própria

Ter uma loja digital própria acarreta maiores custos, mas, não tome uma decisão baseada apenas neste fator.

Apesar de ter de assumir várias despesas (por exemplo com a gestão da plataforma) é um canal onde tem total controle e liberdade já que é seu.

Permite que divulgue de forma controlada a identidade da marca e a sua comunicação, as expectativas e necessidades do utilizador, as transações de vendas online… isto não é possível num Marketplace pois o modelo de negócio é estanque e está dependente da plataforma.

No e-commerce, o lojista é responsável por todas as operações e riscos.

Resumidamente uma loja digital é exclusiva à sua marca.
Portanto, apesar de ter maiores custos iniciais ao implementar uma loja própria, a lucratividade a longo prazo irá depender maioritariamente da sua estratégia.
Num Marketplace o custo da comissão sobre venda (ou CPC) será sempre uma constante na sua margem de lucro.

e-commerce em portugalA Li-Nó Design tem ajudado diversas empresas na implementação dos negócios digitais. Temos escrito ao longo do tempo artigos sobre E-commerce com o intuito de esclarecer dúvidas de jovens empreendedores. Fique a par de todos os artigos com o Manual de E-commerce em Portugal.

 

 

 

 

 

Utilizar Marketplaces para promover marcas

Ao entrar num Marketplace irá beneficiar de uma estrutura já construída e irá delegar responsabilidades às plataformas/parceiros que escolher.

Para uma marca poderá ser benéfico porque não necessitará de se preocupar com certas questões. Para outras, não ter controle sobre assuntos que interferem diretamente com a marca poderá ser um entrave ao sucesso do negócio.

Não existe “certo” ou “errado”. Dependa de cada marca, do estado de maturidade da empresa, dos produtos ou serviços comercializados, do público-alvo… existem diversos fatores a estudar.

Se a sua marca vende produtos de nicho naturalmente necessita de comunicar de forma mais controlada, e, portanto, à partida o melhor investimento seria possuir um site próprio.
Se vende produtos de grande consumo estar presente em Marketplaces poderá ser vantajoso.

Muitas marcas – talvez a maioria – opta por trabalhar as duas plataformas.

Não se esqueça: As marcas são organismo vivos com identidades próprias que servem as necessidades dos seus consumidores.

Quer começar a vender online? Saiba como vender em marketplaces

Na seguinte lista encontrará boas práticas para vender em Marketplace de forma eficaz.

  • Estude como funciona a plataforma Marketplace que escolher
  • Forneça descrições completas dos produtos e serviços
  • Invista em fotos de qualidade
  • Invista em vídeos de qualidade
  • Analise a concorrência e compare preços
  • Disponibilize informações sobre a sua loja digital (caso possua um site próprio)
  • Ofereça produtos complementares do interesse dos consumidores
  • Preste informações sobre métodos de entrega
  • Forneça informações sobre atendimento e suporte que a sua marca oferece
  • Estude o seu stock de produtos
  • Respeite, tanto quanto puder, a identidade visual e editorial da sua marca

A venda online não depende da competência e persuasão de um vendedor.
Depende da atratividade dos conteúdos e da confiança entre as marcas e consumidores.

Marketplaces em Portugal e no Mundo

As grandes multinacionais de Marketplaces já o leitor conhece (Amazon, Ebay etc.). Saiba mais opções:

  • Etsy – dedicado à venda e compra de artesanato
  • Facebook Marketplace – ferramenta de compra e venda de produtos inserida na rede social Facebook
  • La redoute – marketplaces Interncional
  • Farfetch – agregador de marcas de moda
  • Pixmania – destinado à venda e compra de produtos tecnológicos
  • GAME Marketplace – destinado à venda e compra de produtos de produtos tecnológicos

Em Portugal

Em França

  • Fnac Marketplace – Marketplace da Fnac (plataforma francesa)
  • Rue du commerce – Eletrodomésticos, vestuário, decoração….
  • ManoMano – destinado a bricolage
  • Zalando – destinado a vestuário e calçado
  • Selency – venda de antiguidades
  • Klow – destinado à venda e compra de produtos de moda éticos e ecológicos
  • La ruche qui dit oui – destinado à venda e compra de produtos frescos do produtor para o consumidor
  • Le bon coin – anúncios classificados

 

Custo de investimento em vender no marketplace em Portugal

Cada plataforma pratica as suas comissões sobre a venda concretizada, pagamento por CPC (custo por clique) num determinado anúncio, ou simplesmente é gratuita.

Deverá estudar cada solução e analisar qual plataforma é mais acedida pelo seu público-alvo e que custos são os mais vantajosos para si.

 


Chegámos ao fim deste artigo.
Gostaria de esclarecer alguma dúvida?

A Li-Nó Design é uma agência digital especializada em Identidade e Branding, Design gráfico, Desenvolvimento Web e Marketing Digital.
Conheça a nossa equipa, o portfólio e os nossos contactos.

Até breve!

Joana
por Joana
Content Manager

PARTILHAR